Archive for julho, 2009

Larry Page na Carnegie Mellon

ok, meio piegas, mas é bom ouvir essas coisas de vez em quando 🙂

“you cannot plan innovation, you cannot plan invention, all you  can do is try very hard to be in the right place and be ready”

dica da HSM

Deixe um comentário

Richard Hogg – Of the Wall

richard_hogg_expo

achei isso estupidamente lindo…

Deixe um comentário

Maikid – New York

mais um ensaio da Michele Lugaresi, agora sobre New York

new yorknew yorknew yorknew yorknew yorknew york

tirado do Maikid, da onde eu também postei sobre o Japão

Deixe um comentário

Casamento do Jill e Kevin

já que a grana anda curta, por que não juntar a festa na igreja?

dica HSM

Deixe um comentário

1 ano do Spreadthings!

meu blog fez aniversário, 150 posts, uns bons, outros não

em um ano… o Obama ganhou, o McCain não; o Twitter bombou, o Orkut não; o Radiohead continua melhor do que nunca, o U2 não; a gripe suína aumentou, meu salário não, o Michael Jackson morreu, Elvis não

a memória é descartável, as coisas do coração, não

Deixe um comentário

Jackson 5 – This old Man/ABC 123 (1974)

dica do Álvaro Pereira Júnior em homenagem ao Michael Jackson, really rocks!

Deixe um comentário

Fitter Happier – Radiohead

nada a declarar…

Fitter, happier, more productive,
comfortable,
not drinking too much,
regular exercise at the gym
(3 days a week),
getting on better with your associate employee contemporaries ,
at ease,
eating well
(no more microwave dinners and saturated fats),
a patient better driver,
a safer car
(baby smiling in back seat),
sleeping well
(no bad dreams),
no paranoia,
careful to all animals
(never washing spiders down the plughole),
keep in contact with old friends
(enjoy a drink now and then),
will frequently check credit at
(moral) bank (hole in the wall),
favors for favors,
fond but not in love,
charity standing orders,
on Sundays ring road supermarket
(no killing moths or putting boiling water on the ants),
car wash
(also on Sundays),
no longer afraid of the dark or midday shadows
nothing so ridiculously teenage and desperate,
nothing so childish – at a better pace,
slower and more calculated,
no chance of escape,
now self-employed,
concerned (but powerless),
an empowered and informed member of society
(pragmatism not idealism),
will not cry in public,
less chance of illness,
tires that grip in the wet
(shot of baby strapped in back seat),
a good memory,
still cries at a good film,
still kisses with saliva,
no longer empty and frantic
like a cat
tied to a stick,
that’s driven into
frozen winter shit
(the ability to laugh at weakness),
calm,
fitter,
healthier and more productive
a pig
in a cage
on antibiotics.

Deixe um comentário

Viva o poder colaborativo!

Uhu! fiz um jabá aqui e vai rolar mesmo o TEDx São Paulo dia 10.10.2009 no Auditório do Ibirapuera

galera, parabéns fiquei muitíssimo feliz com esse evento e com o tema: “O que o Brasil tem a oferecer para o mundo?”

nos vemos lá!

não sabe do que estou falando? segue a matéria do Link do Estadão…

Tecnologia, entretenimento e design em discussão

por Tatiana de Mello Dias , Seção: InternetCultura digitalGrátis às 16:49:43 .

Começou na terça-feira 21, em Oxford, a conferência mundial da comunidade TED (Technology, Entertainment, Design). O evento reúne ex-presidentes dos EUA, ganhadores do Nobel e a nata dos pensadores no mundo – nessa quarta, por exemplo, quem deu a pinta por lá (sem ser convidado) foi o primeiro-ministro da Inglaterra, Gordon Brown, para falar sobre política e tecnologia.


Gordon Brown durante a conferência (TED/James Duncan Davidson)

Brown disse que as novas ferramentas de comunicação têm o poder de revolucionar a política – que jamais será a mesma. Citou como exemplos a resistência à eleição no Irã e no Zimbábue – para ele, as pessoas munidas de celulares nas mãos e com a capacidade de blogar podem fazer revoluções ao entrar em contato com a comunidade mundial. “Mudanças da tecnologia criaram a possibilidade das pessoas se conectarem ao redor do mundo”, disse ele.

A conferência surgiu há 25 anos em Long Beach, nos EUA. Todos os anos acontecem dois grandes encontros, na Inglaterra e nos EUA, e alguns esporádicos pelo mundo. São reunidos especialistas que vão das ciências às artes, passando pela religião, para falar por 18 minutos (exatos) para uma seleta platéia (que, aliás, tem twittado com afinco sobre o evento).

Não é qualquer um que senta naquelas cadeiras. Para ser um ‘tedster’ e entrar na ‘comunidade TED’ é preciso preencher um formulário e ser pré-aceito. As inscrições se esgotam com um ano de antecedência. Além disso, cada uma das 700 pessoas em Oxford pagou cerca de US$ 4.500 para participar do evento.

Inacessível? Nem tanto. Todo o conteúdo está disponível online para singelos mortais. Melhor: o TED tem uma comunidade de tradução colaborativa – há uma quantidade razoável de conteúdo em português no site do evento.

No Brasil
Os brasileiros, aliás, ficarão nesse ano mais próximos da comunidade internacional. No início do ano foi criado o TEDx, encontro independente. No Brasil, o evento está marcado para 10 de outubro em São Paulo. “Um dos objetivos é quebrar a hegemonia da língua inglesa na transmissão do conhecimento. A idéia é garimpar e encontrar idéias e conhecimentos locais que sejam relevantes para o mundo”, disse Helder Araújo, membro da comunidade internacional e um dos responsáveis pelo evento brasileiro.

O TEDx São Paulo tem uma (grande) vantagem em relação ao gringo: será gratuito. Não pense, porém, que basta chegar lá e sentar na cadeira para assistir às palestras. É preciso, também, ser aprovado. A partir da semana que vem os organizadores disponibilizarão um formulário no site do evento para selecionar os possíveis interessados.

“Existe uma seleção quase que meritocrática, feita com base na disponibilidade das pessoas, as idéias e a vontade de transformar. O que a gente quer é uma diversidade de idéias, alinhada com a vontade de fomentar o conhecimento holístico”, explica Araújo. O tema da edição brasileira é “O que o Brasil tem a oferecer ao mundo hoje”.

Para saber mais, dê uma espiada no site do evento, entre para a comunidade no Facebooksiga-os no Twitter.

Comments (2)

An education, Nick Hornby’s screenplay

as melhores expectativas ver este filme aqui ó…

irressistível esse sotaquinho inglês not?

Comments (2)

The Present Tense – Thom Yorke (lançada hoje!)

o Thom Yorke apresentou hoje no Latitude Festival na Inglaterra uma música novinha, chama The Present Tense

In you i’m lost…

ps: a qualidade do vídeo é medonha, mas vale pela estréia…

Deixe um comentário

Older Posts »