Archive for Uncategorized

Recaptcha project – Luis von Ahn

genial, genial, genial

Deixe um comentário

Phrase du jour 17/12/09

“When I do good, I feel good; when I do bad, I feel bad, and that is my religion.”

Abraham Lincoln

Deixe um comentário

o melhor do post secret desta semana

Deixe um comentário

Phrase du jour 24/09/09

“The best way to predict the future is to invent it.”

Alan Kay

Deixe um comentário

Quality vs Quantity

use como mantra

use como mantra

fonte: twitter da Dea

Comments (1)

TED abre programa de fellows

ted_logo

já mencionei o fantástico site da TED aqui no Spread things! e vale muito a pena se inteirar do programa de bolsas que eles estão abrindo… suerte!

copy paste…

TED is excited to announce the new TED Fellows program!

The TED Fellows program helps world-changing innovators from around the globe become part of the TED community and, with its help, amplify the impact of their remarkable projects and activities. Fellows are drawn from many disciplines that reflect the diversity of TED’s members: technology, entertainment, design, the sciences, the humanities, the arts, NGOs, business and more. Next: Learn what the Fellows program is all about >>

Comments (1)

Lula na Piauí

ficou bão cumpanheiro?

o Franklin falou que tá na moda em Paris

a fatídica entrevista de Mr President à revista Piauí. leia aqui

alguns trechos:

Piauí:: O senhor lê jornal hoje, Presidente?

Lula: Eu leio menos do que deveria, e converso mais do que preciso.

(…)

Piauí: E televisão, o senhor vê?

Lula: Raramente.

Piauí: Raramente?

Lula: Porque não tem tempo. Raramente. Eu chego em casa muito tarde.

Piauí: Mas e quando o Franklin, ou o Ricardo ou o André, diz “olha, o senhor precisa ler tal artigo ou tal documentário”?

Lula: Aí ele me traz o artigo. Aí me traz o artigo para ler, às vezes tem coisa boa na televisão e eles me trazem vídeo para eu ver, às vezes eu vejo no avião quando estou viajando.

Piauí: Isso não dá para o senhor a impressão de que o senhor pode ter uma visão distorcida, sem (incompreensível)… o senhor não fica muito na mão do assessor?

Lula: Mas é muito melhor ficar na mão de um assessor em que eu confio do que na mão de um artigo que eu não conheço o jornalista. Então, eu prefiro conversar com alguém que eu recruto, da maior seriedade, e que me dá as informações corretas.

Piauí: Mas saber o que está acontecendo no País e no mundo com a população, não é bom o senhor ler (incompreensível)?

Lula: Um homem que conversa com o tanto de pessoas que eu converso por dia deve ter uns 30 jornais na cabeça todo santo dia. O que acontece? Em cada conversa que você tem com uma pessoa, surge o assunto do dia, seja ele da economia, seja ele da agricultura, seja ele da política. Não há hipótese de um Presidente da República ser desinformado sobre as coisas mais importantes que acontecem no Brasil.

Comments (1)

melhores de 2008 – Nick Hornby

copy paste from my favorite writer…

Little Joy tá dentro, uhhu!

favourite songs of 2008:

Make The Road By Walking – Menahan Street Band
You Don’t Know Me – Ben Folds and Regina Spektor
Great Expectations – Gaslight Anthem
Chasing Pavements – Adele
Cleveland – Luke Doucet
Magic – University of Chicago Voices In Your Head
Hang On – Dr Dog
Did You Miss Me? – Lindsey Buckingham
Murder In The City – Avett Brothers
Run Run – Those Dancing Days

Favourite albums:
Little Joy
Vampire Weekend
The ‘59 Sound – The Gaslight Anthem
Thing Of The Past – Vetiver
49.00 – Paul Westerberg

My favourite books of the year were all non-fiction, and two of them have
not yet been published in the UK, although they’re on their way, I think:
David Carr’s ‘Night Of The Gun’ (if you only have the time or energy for one
addiction memoir, then this should be it) and Elizabeth McCracken’s
heartbreaking but thoughtful ‘An Exact Replica Of A Figment Of My
Imagination’. But Mark Harris’s ‘Scenes From A Revolution’, the best book
about movies I’ve read, is available somewhere near you now. The best novel
I read this year was Penelope Mortimer’s bleak and exquisite ‘The Pumpkin
Eater’, which was published in 1962.

fonte: Blog Nick Hornby

Comments (2)

palestra do Vik Muniz na TED

a fantástica TED (Technology, entertainment, design) – um site excelente para assistir palestras com pessoas de peso das mais diversas áreas falando sobre inúmeros tema como o Al Gore falando do aquecimento global e do Negroponte falando o laptop de 100 dólares – escolheu o artista plástico brasileiro Vik Muniz em 2003 para uma palestra sobre criatividade

Vik Muniz explora a criatividade de forma visual, integrando fotografia e artes plásticas em suportes, temas e materiais dos mais bizarros, desde desenhos com pasta de amendoim, retratos feitos com diamantes, fotografias aéreas de terrenos desenhados com escavadeiras, lixo de exposição de arte para satirizar as próprias galerias de arte e até engraçadas releituras, com a última ceia feita com calda de chocolate

mais um motivo pra assistir e visitar o site: lá pelo terceiro minuto, quando a palestra começa a engrenar ele conta a fantástica história de como ele levou um tiro e como acabou, felizmente não sendo mais um publicitário…

(adendo: o nome deste blog toma como referência e ideologia o subtítulo da TED – Ideas Worth Spreading, afinal… tudo se transforma…:)

Comments (3)

Saramago é pop

o que você tá olhando imbecil?

o que você tá olhando imbecil?

achei um entrevista na ñ (pra quem não conhece, a Ilustrada dos argentino – mas muito melhor – tenho que admitir…) do escritor do livro daquele cara do filme na favela com galinhas, aqueeele, que dirigiu aquele filme em que todo mundo fica cego e que tem aquela atriz, como ela chama mesmo???? Julianne Moore, lembrei. o tiozinho da terra do Rio Tejo tem um cachorro que chama Camões, solta umas pérolas sobre assuntinho tolos como…. como…. religião? fala sobe morte, vida e elefantes, um trechinho:

“Yo hablo tanto de religión porque me cuesta trabajo comprender, además por qué, si yo tengo una religión, estoy obligado a odiar a la gente de otras religiones. No debería sorprender, porque los que siguen al Real Madrid no pueden ni pensar en los que siguen al Barcelona. Si esto sucede en algo tan rudimentario como el fútbol, qué es lo que no ocurriría si yo creo en un dios y no puedo soportar la esencia de alguien que cree en otro dios. Es la prueba de que en el fondo somos bastante estúpidos, con todo respeto. Por eso a veces digo que el mundo sería mucho más pacífico si todos fuéramos ateos.”

e agora, não sei se vocês viram, mas eu me emocionei e me identifiquei com o Fernando Meirelles (totalmente perdido:) quando o filme acaba e o Saramago fica quietinho…na pré-estréia do Blindness… (gravado pelo filho do Meirelles)

o cara é pop e escreve pacas!

extra: Blog do Meirelles durante a vida no Blindness 

extra 2: Blog do Saramago

Deixe um comentário

Older Posts »